Logística Negativa

Começo este trabalho com uma questão. Seria uma logística bem executada ou mal executada, tendo por resultado uma distribuição de drogas em todas as cidades brasileiras permitindo acesso a todas as residências do país?

Logisticamente, em se tratando de distribuição, existe neste cenário negativo  a intermodalidade, no uso de mais de um modal para o transporte desta carga, viabilidade de custo, controle e, infelizmente, quanto maior o estoque maior a distribuição e o uso.

Às vezes tento idealizar a forma de quebra de cadeia logística para este cenário, porém fica difícil dimensionar a hipótese. Fico imaginando quantos canais e estradas clandestinas existem para o transporte desta carga.

Teríamos mais trechos de estradas clandestinas do que propriamente estradas de uso comum pelo volume que é movimentado?

Temos uma rede montada de canal direto de matéria-prima, produção, armazenagem, movimentação e distribuição ao “cliente final”, como quebrar esta cadeia logística?

Em um cenário econômico de oferta e procura, os “clientes” usam drogas porque elas estão a venda, ou se vende drogas porque existem os “clientes”.

Recomendo a leitura interessante do Artigo Publicado por Valvim M Dutra, (http://www.renascebrasil.com.br/f_drogas.htm) para mair aprofundamento destas questões.

Seria uma quebra de cadeia logística combate do tráfico porta-a-porta ou combate ao grande volume movimentado. Com estes canais clandestinos existentes, seria possível a quebra ao combate ao grande volume, ou propriamente existem outros valores e processos que intermediam e dão suporte a esta situação?

Hoje o volume de drogas movimentado no país supera o giro de muitas empresas. É um giro financeiro totalmente viável, produto de alto consumo e que sustentam mesmo que de forma ilegal muitas famílias.

Produto alucinógeno que não tem limitação a classes sociais, distinto entre sabores e aplicações, atende a todos os públicos. Como combater esta grande indústria moderna do novo século sem infraestrutura e educação?

O Brasil invertendo valores novamente, onde seria necessário uma Olimpíada e Copa do Mundo, ou seria necessário investimento em educação. No meu ponto de vista, eventos deste tipo são muito importantes para o desenvolvimento do país, porém fica evidente que ainda não é o momento.

Vejo a única e ultima solução de longo prazo. Educação, é a partir dela que chegaremos ao patamar de pais que queremos. Vejo a politica brasileira puxando a carroça na frente dos bois.

Para terminar, acredito que esta frase tenha algum efeito aqui:

“Educai as crianças, para que não seja necessário punir os adultos.” (Pitágoras)

Por: RENATO BINOTO

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s