Onde se inicia a cadeia logística de fluxo reverso?

Começo esta atividade com um questionamento simples e reflexivo em se tratando do pensamento errôneo sobre logística reversa.

  • O fluxo reverso se inicia na geração do produto ou na geração do produto pós-consumo com o cliente final?
  • Como dizer que o fluxo reverso se da inicio a partir do cliente final?
  • Isto não seria apenas a inversão do fluxo direto ao reverso?

A indústria geradora de bens de consumo, muitas vezes não possui um canal reverso para destinação adequada, reuso e reciclagem de seu produto pós-consumo, neste caso, vale ressaltar a importância de terceiros, efetuando coleta de resíduos e destinando a outras empresas que tem por finalidade retornar ao ciclo produtivo.

Já neste caso, classifico-os como subprodutos e a logística deixa de ser um canal reverso, onde a destinação deste material coletado ao ciclo produtivo é transportado e transbordado a geração de subprodutos de forma direta, ou seja, na definição, se faz retorno de materiais, mais não necessariamente o fluxo é reverso.

De acordo com Gontijo, Dias e Werner (2010), a localização das facilidades de logística reversa deve estar associada às fontes e pontos de geração de resíduo, pela razão de que o material de pós-consumo só tem valor em grandes quantidades. Portanto a sobrevivência do negócio estará relacionada à capacidade de geração de resíduos das empresas fornecedoras, ou da capacidade e abrangência do canal de distribuição em coletar de diferentes focos de geração de resíduos.

Portanto, a infraestrutura de canais reversos, aliada a engenharia de produtos e fabricação dos mesmos, é essencial para o processo reverso, ou seja, a infraestrutura de canal estabelece ferramentas, equipamentos e, principalmente, conscientização permanente a sociedade. Ainda, em se tratando de engenharia de produtos, as empresas que pensam num processo reverso, fabricam e viabiliza o fácil desmonte, materiais ambientalmente corretos, embalagens de menor impacto, eliminação de soldas e junção de peças a partir de parafusos, menor mescla de materiais distintos no mesmo produto, entre outros.

Desta forma, podemos afirmar que, a logística reversa se inicia na fabricação do produto. Vejo o modismo reverso em alta devido a Politica Nacional de Resíduos Sólidos, onde a sociedade argumenta de forma erronea que a logística reversa se inicia na geração do resíduo com o cliente final. Isto é apenas um pequeno elo da cadeia e se não pensarmos de forma holística no canal, não criaremos e viabilizaremos os acordos setoriais. A busca do equilíbrio é fundamental neste cenário, portanto, vamos parar de alimentar esta hipótese e pensar estrategicamente já na geração do produto, caso contrário, tentaremos solucionar e destinar resíduos que considero problema insolucionável.

Toda a cadeia é quebrada em cooperativismo, sociedade, indústria e órgão público, devido a falta de infraestrutura e controle do ciclo de vida do produto, fabricando-o estrategicamente e não pensando no canal reverso. Estes gargalos ainda existem devido a separação de canais entre fluxo direto e reverso. De certa forma, está distante, porém, se analisarmos de forma macro, as estratégias se complementam minimizando impactos no produto pós-consumo.

Desta forma, fica claro que mesmo já existindo alguns modelos logísticos reversos viáveis economicamente e ambientalmente, como é previsto em Lei, com a nova restruturação, enfrentaremos um dos maiores desafios propostos no Brasil. De acordo com Jacobi (2003), se considerarmos que a maioria da população brasileira está na zona urbana, observa-se uma crescente degradação das condições de vida, refletindo uma crise ambiental. Isto nos remete a uma necessária reflexão sobre os desafios para mudar as formas de pensar e agir em torno da questão ambiental numa perspectiva contemporânea.

Por: Renato Binoto

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s