Insustentabilidade Social

haspasinhoHoje tivemos a maravilhosa noticia onde um advogado conseguiu fabricar uma arma  em impressora de terceira dimensão e por êxito o seu novo instrumento atira com perfeição. Noticia americana, segue link para maiores detalhes.

http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Acao/noticia/2013/05/americano-cria-arma-em-impressora-3d.html

Questiono-me, isso em mãos de engenheiros entendedores de armas, teríamos até miras sofisticadas?

Até que ponto esta insustentabilidade social tem salvação?

Afinal este novo produto trará alguns pontos positivos, ou são eles totalmente negativos?

Vemos e temos um movimento sustentável no país, seja ele a passos lentos ou não, porem podemos observar pessoas formadoras de redes e serias ao passo de poder e ter interesse em quebrar paradigmas, para que realmente possam buscar potenciais soluções para melhoria igualitária do país, fomentando sustentabilidade social, ambiental e econômica.

Nós brasileiros não podemos nos dar ao luxo de criticas a esta noticia americana, pois o Brasil se encaixa neste ranking de exportação de armamentos, ou seja, somos fabricantes de objetos mortais que não precisariam existir e os fazemos.

Exportamos desgraças mortais que tiram vidas humanas e, sim, faz parte do nosso PIB, faz parte de nossos engenheiros, faz parte de pais de família que trabalham e desenvolvem estas particularidades de guerrilha diariamente, onde os mesmos formadores, talvez tenham seus filhos em escola aprendendo sobre sustentabilidade.

Para quem duvida desta proeza de crescimento e desenvolvimento tecnológico, segue link com maiores detalhes posicionando o Brasil como o 21º país exportador de armas.

http://www.cartacapital.com.br/internacional/brasil-e-o-21o-pais-que-mais-exporta-armamentos/

De acordo com a noticia, “O Brasil subiu dez posições na lista dos países que mais exportaram armas convencionais (aviões de combate, tanques, veículos armados, helicópteros, artilharia, mísseis, entre outros) entre 2008 e 2012. No período, as exportações”.

Paremos de ser hipócritas ao tentar salvar o planeta e, sim, devemos salvar a raça humana.

O poder que o homem tem para fabricar a desgraça poderia ser útil para salvar vidas.

Perenidade, sanidade e resiliência as psicopatias diárias.

 Para finalizar, só lhes digo uma coisa, devo essa proteção na vida, ao velho amigo Haspásio.

Por: Renato Binoto

Anúncios

One thought on “Insustentabilidade Social

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s